domingo, 22 de março de 2009

Lembras-te?...


Deliciem-se...
De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que nascemos nos anos 50, 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas com cores bonitas, em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos...

Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas 'à prova de crianças', ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas...

Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes...

Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags, viajar á frente era um bónus...

Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem...

Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora...

Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso...

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar uns travões... Depois de acabarmos num silvado aprendíamos...

Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer...

Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso...

Não tínhamos Play Station, XBox. Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet...

Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua...

Jogávamos ao elástico e à barra e a bola até doía!..

Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre sem processos em tribunal...

Havia lutas com punhos mas sem sermos processados...

Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados...

Íamos a pé para casa dos amigos...

Acreditem ou não íamos a pé para a escola...

Não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem...

Criávamos jogos com paus e bolas...

Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem... Eles estavam do lado da lei...

Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre...

Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo...
(Ouvidos e Sentidos - "D'artacão e os 3 Moscaoteiros", as melhores canções infantis)

3 comentários:

Ana disse...

E somos tão MAIORES por isso...
É caso para dizer...
ViVa NóS!!!

Saudades bulachinha:):):)

Efeito Estroboscópico disse...

É tudo verdade! Viajava sem cinto de segurança, e de preferência no banco de trás com a cabeça enfiada entre os bancos do condutor e do pendura! E a água que bebia da mangueira, no Verão, sabia tanto a borracha...
:)

R M Leao disse...

Caí no seu blog por acaso e li essa coisa tão maravilhosa sobre essas infância inocente que nossas crianças perderam (ou as deixamos perder...)